De mãos dadas no paraíso

praia_sol

Como esquecer
O que faz bater o coração…
Como respirar, sem o ar?

Como poderia a Lua brilhar
Sem o Sol?

Ah! Solidão…
De que me vale o seu abraço
Se todos os meus passos
Tentam voltar para trás,

Tentam me levar
Para um tempo e um lugar
Em que você não era bem-vinda…

Ah! Minha doce amiga
Como eu seria feliz
Em sua companhia
Se não tivesse existido o dia
Em que a alma dele me reconheceu…

Mas agora não há paz
Já não sou capaz
De domar meus pensamentos.

Lembranças…
Hoje chegam com o vento
Oh! Doce tormento

A Solidão já me perdeu
E o que deveria ser dele
Hoje não é de ninguém

Ele quis ir para bem longe
Não sei mais onde se esconde

Mas o amor que me arde no peito
Faz da vida um drama sem jeito
Em que meu corpo vive só
Enquanto minha alma vagueia
De mãos dadas, na areia
De uma praia no paraíso.

Hoje a Solidão não me basta
Pois é dele que preciso…

Anúncios

Uma resposta em “De mãos dadas no paraíso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s